JSL prevê aumento de até 25% na receita em 2011

SÃO PAULO - A operadora de logística JSL, antiga Julio Simões Logística, prevê crescimento de receita entre 22% e 25% em 2011. A empresa pretende investir R$ 710 milhões ao longo do ano.

“Nós estamos nos segmentos econômicos que têm se desenvolvido, como indústria automobilística, mineração e alimentos. E não estamos neles com apenas um serviço. Para alguns desses clientes oferecemos mais de oito tipos de serviços”, afirma o presidente da JSL, Fernando Simões.

queda de 6% no lucro líquido no último trimestre de 2010, na comparação com o mesmo período de 2009, não é um sinal de desaceleração, segundo o diretor executivo, administrativo e financeiro da empresa, Denys Ferrez. “A queda ocorreu por eventos não recorrentes. Temos bastante confiança de que o próximo trimestre vai ser melhor.”

Só no quarto trimestre do ano passado, a JSL fechou R$ 1,3 bilhão em contratos. A maior demanda dos clientes, segundo o presidente da companhia, é pela customização, com serviços diferenciados para cada tipo de operação.

Para realizar os investimentos previstos em 2011, no valor de R$ 710 milhões, a empresa vai contar com 60% de recursos do BNDES. Outros 20% serão obtidos por meio de leasing, enquanto o restante será feito com recursos próprios.

Veículo: Valor - 25/03/2011