Agosto tem recorde de carros vendidos

A indústria automobilística brasileira registrou recorde de vendas de veículos zero-quilômetro em agosto. Foram 312.812 unidades (de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) comercializadas, melhor marca para esse mês do ano em toda a história, de acordo com dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Com isso, no acumulado do ano até agora já são quase 2,2 milhões de unidades vendidas (foram 2.194.861), o que também significou o maior volume para o período de toda a série. Por essa comparação, houve crescimento de mais de 10% frente a igual período de 2009.
 
Por sua vez, em agosto, o resultado mensal foi 21,2% maior que do mesmo mês de 2009 e 3,46% superior ao de julho. O volume comercializado surpreendeu especialistas no segmento. Segundo o consultor André Beer, que é ex-presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), a expectativa era algo entre 250 mil e 300 mil.
 
Na sua avaliação, existe demanda reprimida por carros - estima-se de que no Brasil há um veículo para cada sete habitantes -, que neste cenário de economia aquecida, contribui para o impulso nas vendas. "E tem havido muitas promoções", acrescentou.
 
Além desses fatores, a taxa de inadimplência vem em queda no setor, tendo passado de 5,3% em julho de 2009, para 3,4% nesse mês de 2010, observa o presidente do Sincodiv-SP (Sindicato das Concessionárias de Veículos no Estado de São Paulo), Octavio Vallejo.
 
Isso, segundo ele, estimula os bancos a emprestarem mais e em condições favoráveis. Dados da Anef (Associação Nacional dos Bancos de Montadoras) atestam isso: o saldo das carteiras de CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e leasing chegaram a R$ 170,4 bilhões, crescimento de 14% frente a julho de 2009.
 
O dirigente cita ainda que os preços dos carros, de forma geral, não têm tido elevação neste ano, em função também de um mercado bastante concorrido, em que há grande número de participantes (fabricantes e importadores).
 
Com os resultados registrados até agora, Beer avalia que o mercado nacional alcançará a meta da Anfavea, de 3,4 milhões de unidades vendidas no ano todo.
 
CONCESSIONÁRIAS
 
Rubens Correia, gerente de uma rede de concessionárias da marca Ford, com sede em Santo André, assinala que as promoções, com bonificações (descontos) oferecidos pela montadora, ajudaram a alavancar os resultados no mês passado. Ele conta ainda que as taxas dos bancos estão atrativas: a partir de 1,27% ao mês. Isso sem contar os juros zero, que são condições subsidiadas pela fabricante.
 
O crédito facilitado é um dos fatores que favorecem as vendas, que estão bem melhores em 2009, atesta o gerente de loja da bandeira Volkswagen em São Caetano. "E existe prazo de financiamento de até 72 meses para a compra", afirma.

Veículo: Valor 02092010