Carteira de crédito do Banco Mercedes-Benz tem alta de 12%

O Banco Mercedes-Benz fecha o primeiro semestre de 2010 em alta. De janeiro a junho deste ano foi financiado R$ 1,62 bilhão em novos negócios, volume 12% superior ao resultado alcançado nos seis meses iniciais de 2009, quando foi negociado R$ 1,45 bilhão.

Com esse desempenho, o Banco Mercedes-Benz espera encerrar o ano com liberação para novas aquisições de R$ 3,4 bilhões a R$ 3,6 bilhões, acréscimo de cerca de 13% a 20% em comparação com os números de 2009. "A manutenção das taxas do BNDES PSI até 31 de dezembro, mesmo com o leve aumento de 1% para veículos comerciais, aliada à forte parceria existente entre banco, fábrica e rede, nos auxiliarão a atingir esse objetivo", diz Angel Martinez, diretor comercial do Banco Mercedes-Benz.
 
Em unidades, foram financiados 13.813 veículos de janeiro a junho deste ano, dos quais 9.495 eram Mercedes-Benz zero-quilômetro, 17% a mais que em 2009. No primeiro semestre do ano passado, foram financiados 12.525 veículos, 8.121 zero-quilômetro da Mercedes-Benz.
 
O Finame foi responsável por 88% dos novos negócios. Foi financiado R$ 1,4 bilhão por meio desta modalidade no primeiro semestre de 2010 ante R$ 1,1 bilhão liberado no mesmo período de 2009, um crescimento de 27%.
 
O Crédito Direto ao Consumidor (CDC) respondeu por 9% dos financiamentos. Além disso, o produto registrou alta de 92% no período, saltando de R$ 78,2 milhões negociados por meio desta modalidade de janeiro a junho de 2009, para R$ 149,9 milhões no primeiro semestre deste ano.
 
O Leasing correspondeu a 3% dos negócios. A modalidade apresentou retração de 75% no período. De janeiro a junho de 2010, foram negociados R$ 68,9 milhões por meio de leasing. No mesmo período de 2009, foram liberados R$ 277,5 milhões.
 
A carteira do Banco Mercedes-Benz fechou junho deste ano com R$ 6,36 bilhões, montante que representa um crescimento de 23% em comparação com junho do ano passado, quando seu valor era de R$ 5,21 bilhões.

Veículo: Valor 26/07/2010