GM põe de lado plano de financeira própria

A General Motors Co. está em negociações com instituições financeiras para ampliar a disponibilidade de crédito para a compra de veículos, uma estratégia que por ora deixa de lado quaisquer planos de ela adquirir um braço de financiamento próprio, disseram pessoas a par da situação.

 
A montadora americana vem tendo problemas para fornecer crédito a mais clientes nos Estados Unidos, particularmente os que têm histórico de crédito mais fraco, e vê isso como uma barreira para reconquistar participação de mercado no país num momento em que ela começa a ficar mais atraente em Wall Street, diante da possibilidade de uma abertura de capital.
 
A GM vendeu o controle de sua financeira GMAC LLC três anos atrás, tornando-se uma das poucas montadoras dos EUA sem um braço de financiamento próprio.
 
Executivos da GM acreditam que fazer acordos com outras instituições financeiras não vai propiciar o mesmo impulso que ela receberia de sua própria financeira, mas veem isso como um passo para eliminar a desvantagem, disseram as pessoas.
 
A GM espera continuar seu relacionamento com a GMAC, conhecida agora como Ally Financial Inc., mas procurará outras instituições financeiras para preencher as lacunas que considera que a GMAC não tem estado disposta a preencher, como crédito de alto risco, ou "subprime", e leasing, disseram as pessoas.
 
"Ao não financiar os consumidores [subprime], eles estão descartando cerca de 40% da população americana", diz Melinda Zabritski, diretora de financiamento de veículos da Experian Automotive.
 
Nos últimos meses, a GM estudou as opções de lançar sua própria financeira ou tentar recuperar o controle da divisão de veículos da GMAC. Mas agora essas alternativas parecem ter sido engavetadas.

Veículo: VALOR 24/06/2010