Crédito a veículos cresce 14% em janeiro

SÃO PAULO - O saldo das operações de crédito destinadas à aquisição de veículos cresceu 13,9% em janeiro, ante o mesmo mês do ano passado, e chegou a R$ 158,2 bilhões, segundo dados divulgados ontem pela Associação Nacional das Empresas Financeiras de Montadoras (Anef).

"Os dados mostram que alcançamos um patamar muito positivo neste período pós-crise, demonstrado pela estabilidade da economia local e, consequentemente, favorável à aquisição de veículos a prazo", afirmou, em nota, o presidente da Anef, Luiz Montenegro.
 
Do total da carteira, R$ 95,8 bilhões correspondem às operações de Crédito Direto ao Consumidor (CDC), que avançaram 17,4% em relação a janeiro de 2009, enquanto o leasing cresceu 8,9%, e chegou a a R$ 62,4 bilhões.
 
A Anef informou ainda que foi registrado em janeiro um alongamento dos prazos médios de financiamento, chegando a 42 meses, ante os 40 meses registrados em janeiro de 2009. Já os planos máximos ofertados chegaram a 80 meses em janeiro, ante o máximo de 60 meses do mesmo mês do ano passado. Devido ao acirramento da crise financeira, a partir de setembro de 2008, as financeiras reduziram os prazos máximos dos contratos, que voltaram a aumentar no final do primeiro semestre do ano passado.
 
A taxa média de juros nessas operações em janeiro era de 1,4% ao mês (18,16% ao ano). Em igual mês do ano passado, era de 1,75% ao mês (23,14% ao ano). Já a inadimplência acima de 90 dias (considerando apenas as operações de CDC) chegou em janeiro a 4,3%, um recuo de 0,3 ponto percentual ante mesmo período de 2009.

Veículo: DCI 11/03/2010