Lucro do BMG cai 52,6% para R$ 240,7 milhões

O Banco BMG divulga hoje o balanço consolidado de 2008 com um lucro líquido de R$ 240,748 milhões. O resultado é 52,6% inferior ao de R$ 507,588 milhões, referente a igual período de 2007. O patrimônio líquido cresceu 51,9%, de R$ 1,328 bilhão em dezembro de 2007 para R$ 2,017 bilhões em dezembro passado. O retorno sobre o patrimônio líquido ficou em 11,9%, inferior aos 38,2% apurados no ano de 2007.

Um dos maiores bancos do mercado de crédito consignado, que diversificou os negócios expandindo o financiamento de veículos, o BMG mostra em seu balanço o impacto dos problemas que atingiram os bancos brasileiros após o recrudescimento da crise internacional, com a quebra do americano Lehman Brothers, em setembro.
 
O balanço do BMG informa o forte aumento das despesas de captação, que somaram R$ 1,082 bilhão em 2008 em comparação com R$ 70,532 milhões em 2007. Isso reduziu os resultados com a intermediação financeira do banco, afetando o lucro.
 
Apesar disso, o Banco BMG continuou ampliando os ativos. Os ativos totais cresceram 9%, de R$ 6,597 bilhões em 2007 para R$ 7,192 bilhões em 2008. As operações de crédito e leasing, incluindo as cedidas, atingiram R$ 14,098 bilhões, representando expansão de 13,1% em relação a 2007, principalmente em função do aumento dos empréstimos às pessoas físicas, segundo informação do site do banco.

Veículo: Valor Economico