CRÉDITO: Mercedes-Benz tem 18% de aumento nos financiamentos

SÃO PAULO, 23 de janeiro de 2009 - O Banco Mercedes-Benz, braço financeiro da montadora alemã, superou as previsões iniciais e fechou 2008 com um aumento de 18% nos financiamentos para veículos comerciais da marca, totalizando R$ 2,6 bilhões em novos negócios. O volume foi superior aos R$ 2,2 bilhões financiados em 2007.

 "A previsão inicial do Banco era terminar o ano com R$ 2,2 bilhões. Com o excelente desempenho do primeiro semestre, ampliamos a meta para R$ 2,5 bilhões. Mesmo com as incertezas do último trimestre do ano, superamos as expectativas e fechamos com um resultado acima do planejado", analisa José Francisco Ribeiro, diretor Comercial e de Marketing do Banco Mercedes-Benz.
 
O Finame, responsável por 66% dos financiamentos realizados no ano, registrou alta de 42%. De janeiro a dezembro de 2008, foram liberados R$ 1,7 bilhão por meio desta modalidade contra R$ 1,2 bilhão negociado em igual período do ano anterior.
 
O CDC (Crédito Direto ao Consumidor), que respondeu por 5% dos novos financiamentos em 2008, também apresentou crescimento. Foram financiados R$ 126,8 milhões de janeiro a dezembro do ano passado, um acréscimo de 27% em comparação com 2007, quando foram negociados R$ 99,6 milhões por meio deste produto.
 
Leasing, responsável por 29% dos financiamentos, teve retração de 9%, passando de R$ 833,3 milhões liberados entre janeiro e dezembro de 2007 para R$ 754,8 milhões em 2008.
 
A carteira do Banco Mercedes-Benz também fechou em alta, atingindo a marca de R$ 4,6 bilhões, volume 28% maior que o registrado em dezembro de 2007 (R$ 3,6 bilhões). Do total registrado em dezembro de 2008, o Finame respondeu por 62% dos financiamentos; o Leasing, por 33%; e o CDC, 5%.
 
"Para 2009, a expectativa é financiar R$ 2,4 bilhões em novos negócios e atingir uma carteira de R$ 5 bilhões", adianta Ribeiro.

Veículo: Gazeta Mercantil