Lucro líquido menor no trimestre

O Itaú divulgou ontem a versão auditada e aprovada pelo Conselho de Administração do seu balanço do terceiro trimestre e confirmou os números que haviam sido antecipados ao mercado em 27 de outubro. O lucro líquido no período somou R$ 1,816 bilhão, queda de 11% em relação ao do trimestre anterior (R$ 2,04 bilhões). Nos nove primeiros meses do ano, o ganho também encolheu (8,4%), para R$ 5,9 bilhões.

De acordo com o diretorexecutivo de controladoria do Itaú, Sílvio Carvalho, este é um trimestre em que tradicionalmente os ganhos caem. Primeiro, por causa do impacto do dissídio dos bancários (em setembro), cujos aumentos de custos são lançados integralmente no período. No final de setembro, o Itaú contava com 71,6 mil empregados.

Segundo o executivo, houve ainda o impacto do aumento do recolhimento compulsório sobre as operações de leasing, que reduziu os ganhos dessas operações. O banco perdeu receitas de serviços também com a paralisação das operações de lançamentos de ações (IPOs) no mercado de capitais, em consequência do agravamento da crise internacional.

O maior rigor do Banco Central, que padronizou e estabeleceu prazo mínimo de seis meses para os reajustes de tarifas, igualmente encolheu as receitas da área.

" No segundo trimestre, essas regras haviam afetado apenas em dois meses, agora pegou todo o trimestre.

Banco recomprou R$ 1,3 bi em ações de sua holding

A novidade no balanço divulgado ontem foi a informação de que o Itaú fez pesadas incursões nas bolsas de valores para preservar suas ações da forte volatilidade que tomou conta dos mercados nacional e internacional. Entre julho a setembro, o banco recomprou R$ 1,3 bilhão em ações de sua holding (Itaú Holding), o equivalente a 1% do seu capital em circulação no mercado. Assim mesmo, os papéis do Itaú fecharam o trimestre com depreciação de 6,4%. No final de setembro, o valor do banco pelo preço das suas ações negociadas em bolsas (além da BM&FBovespa, o Itaú tem papéis em Nova York) era de R$ 90,5 bilhões.

" A recompra de ações não tem efeito direto no resultado, mas no caixa. E se o banco tem menos caixa, isso resulta em menos receita financeira " disse Carvalho.

O Itaú fechou o trimestre com R$ 164,5 bilhões em operações de crédito, um aumento de 44,2% em relação ao mesmo período de 2007. Nos financiamentos a pessoa física, o incremento foi de 34,5%, com R$ 66,2 bilhões. Já os empréstimos para empresas de pequeno e médio portes cresceram 72,5% ante setembro de 2007, atingindo R$ 33,3 bilhões. O banco informou ainda que entre julho e setembro deste ano inaugurou 42 novas agências em 35 diferentes localidades.

Veículo: O Globo O Globo Digital 5/11/08 Estado: RJ