Governo libera US$ 5 bi ao campo

Os ministérios do Desenvolvimento, da Fazenda e o Banco Central preparam um conjunto de medidas para proteger o País dos efeitos da crise. O governo pretende ampliar as linhas de crédito para as exportações e para dar liquidez ao mercado. "Os dois ministérios e o Banco Central estão preparando medidas de precaução. A determinação do presidente Lula é a de que nos antecipássemos para qualquer situação", disse o secretário de comércio exterior, Welber Barral.

O presidente Lula quer evitar chamar de pacote as medidas em estudo devido ao peso negativo que a palavra tem na história econômica do País. Entre as medidas estão a antecipação de R$ 5 bilhões para a agricultura, sanando a falta de crédito que atinge o setor desde o agravamento da crise financeira. Segundo dados do Banco do Brasil (BB) 25% dos produtores rurais têm alguma restrições de crédito por comprometimento total ou parcial dos seus limites com renegociação de dívidas. A situação deve refletir em queda na área plantada nesta safra. Se não fossem as exportações do agronegócio, o Brasil teria no primeiro semestre saldo negativo de US$ 16,7 bilhões na balança comercial.

Outro ponto do pacote é a desburocratização do crédito para pequenas e médias empresas, além de medidas já anunciadas, como a nova regulamentação do compulsório para o leasing e o leilão de venda de dólares para elevar a liquidez.

Veículo: Gazeta Mercantil 1ª Página 02/10/08 Estado: SP