Média diária de concessão de crédito sobe 8,1%

EDUARDO CUCOLO - Agencia Estado

BRASÍLIA - O Banco Central informou nesta sexta-feira que a média diária de concessões do crédito livre cresceu 8,1% em setembro em relação a agosto, para R$ 9,634 bilhões. Nos últimos 12 meses, a média diária de concessões apresenta alta de 9,0% até setembro.

Para a pessoa física, houve alta de 4,0% na média de concessões em relação a agosto e alta de 6,0% na comparação em 12 meses. Já para a pessoa jurídica houve alta de 11,0% sobre agosto e de 11,1% em relação a um ano atrás. As concessões acumuladas caíram 10,7% em relação a agosto, sendo 14,1% para a pessoa física e 8,3% para a pessoa jurídica. Segundo a autoridade monetária, as concessões totais do crédito livre somaram R$ 183,048 bilhões em setembro.

Spread médio
O spread bancário médio do crédito livre recuou de 22,5 pontos porcentuais em agosto para 22,3pp em setembro, mostra o BC. Foi a sétima vez consecutiva em que o spread recuou no País. Até setembro, a redução do spread é de 4,6 pontos porcentuais no ano e, nos últimos 12 meses, a baixa é de 5,8 pontos porcentuais.

O spread médio da pessoa física, no entanto, subiu de 27,7 pontos porcentuais em agosto para 27,9 pontos porcentuais em setembro. Em 12 meses, a queda está em 7,1 pp. Já o diferencial da taxa para pessoa jurídica oscilou -0,4 ponto porcentual no mês, passando de 15,7 pontos porcentuais para 15,3 pontos porcentuais em setembro. Em 12 meses até setembro, o recuo para esse segmento é de 3,6 pontos porcentuais. 

Em setembro, a taxa geral de captação dos bancos nas operações de crédito livre ficou estável em relação a agosto, em 7,6 pontos porcentuais.

Veículos
O estoque de operações de crédito para compra de veículos por pessoas físicas caiu 0,5% de agosto para setembro, atingindo R$ 203,534 bilhões. 

No acumulado do ano, a expansão do crédito para esse fim é de 1,3% e, no acumulado em 12 meses até setembro, a alta é de 2,1%.

Os financiamentos realizados por meio do crédito direto ao consumidor tiveram retração mensal de 0,1% e alta de 11,4% no acumulado de 12 meses até setembro. As operações de leasing registraram forte queda: de 4,8% de agosto para setembro e de 46,4% em 12 meses até o mês passado.

Habitação
As operações de crédito para habitação no segmento pessoa física cresceram 2,5% na comparação entre agosto e setembro, somando R$ 256,420 bilhões. Nos últimos 12 meses até o mês passado, o crescimento foi de 39%. No crédito direcionado para habitação, a expansão foi de 37,8% nos últimos 12 meses até setembro, para R$ 237,672 bilhões. Já no crédito livre para a aquisição de imóveis, o crescimento foi de 56,3% no mesmo período, para R$ 18,747 bilhões.

Veículo: ESTADAO.COM