Setor de Serviços dos EUA tem maior nível em 1 ano

O setor de serviços dos Estados Unidos se expandiu em seu ritmo mais rápido em um ano no mês de fevereiro, ajudado por um ganho em novos pedidos e na medida em que cresceram áreas ligadas ao mercado imobiliário, segundo dados divulgados nesta segunda-feira.

O Instituto para Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou que o seu índice de serviços subiu para 57,3 no mês passado, ante 56,8 em janeiro, superando as expectativas de economistas de uma queda para 56,1.

Esse foi o nível mais alto do índice desde fevereiro de 2011 no setor de serviços, que engloba cerca de dois terços da atividade econômica norte-americana. Uma leitura acima de 50 indica expansão para o índice.

A medida de novos pedidos subiu de 59,4 para 61,2, enquanto o índice de emprego caiu de 57,4 para 55,7.

"Esse relatório foi sólido no geral", disse o economista-chefe para os Estados Unidos do RBC Capital Markets em Nova York Tom Porcelli, apontando especialmente para o ganho do componente de futuros novos pedidos.

"Esse nível do ISM não muda nossa visão de que continuamos olhando para um crescimento de aproximadamente 2,0 por cento do PIB neste ano, mas a economia está se mantendo em alta e é certamente isso que se quer ver."

PREVISÁO DE MAIS EMPREGOS

O índice de emprego do ISM caiu, sugerindo que o crescimento do emprego no setor desacelerou, mas economistas disseram que o resultado continua consistente com um bom aumento das folhas de pagamento na pesquisa mais abrangente do mercado de trabalho excluindo o setor rural, do Departamento do Trabalho, que será divulgada na sexta-feira.

Veículo: O Estado de São paulo

 

Data: 06/03/2012